A onda avassaladora do Canário do Sertão parece que vem perdendo força neste meio de primeira fase do Paraibano. O primeiro balde de água fria veio diante de sua torcida, no clássico sertanejo contra o Atlético de Cajazeiras, e agora, fora de casa, em um jogo bastante disputado, contra o Botafogo-PB. Após o jogo no Almeidão, o técnico Michel Lima analisou a derrota para o Belo.

— Nós tentamos buscar o empate e essa exposição gerou uma situação de contra-ataque, o adversário foi feliz e fez o segundo gol. Nós sabíamos que o time que fizesse o primeiro gol tinha grandes chances de sair com a vitória. Eles fizeram o primeiro gol já do meio para o fim da partida e acabaram sendo felizes — disse Michel.

Apesar da derrota, o Alviverde segue no G-4, na terceira colocação, com nove pontos, atrás de Botafogo-PB e Serra Branca, que possuem 10 pontos cada.

O sinal de alerta foi aceso porque a sequência do Naça é complicada. Pela frente tem o vice-líder Serra Branca, no próximo sábado, no Amigão. Em dois jogos em casa, o Carcará ainda não perdeu. Além do Campinense, que, apesar de não viver uma boa fase, com problemas extracampo, carrega um grande tabu ao seu favor no confronto, pois o Naça não vence a Raposa no Amigão desde 1994, há 30 anos.

O Alviverde tem o restante da semana para ajustar os erros e buscar reabilitação na próxima rodada. O duelo com o Serra Branca acontece no sábado, às 16h30, com transmissão em TV aberta nas TVs Cabo Branco e Paraíba.

Informações com Globo Esporte PB

Categorized in:

Esporte,

Last Update: 20 de fevereiro de 2024