Nossas Redes Sociais

Clinton Medeiros

Clinton Medeiros

Campinense pediu desculpas após fala homofóbica do técnico Diá durante entrevista

Esporte

Campinense pediu desculpas após fala homofóbica do técnico Diá durante entrevista

ACI também divulgou nota

Um episódio lamentável marcou o pós-jogo de São Paulo Crystal x Campinense, pela 2ª rodada do Campeonato Paraibano Unipê 2024. Acontece que o técnico do Campinense, Francisco Diá, conhecido por suas declarações sem travas, disparou uma fala preconceituosa contra um jornalista. Ao ser perguntado pelo repórter a respeito de um novo reforço, o treinador da Raposa perguntou se o profissional havia dormido com o jogador para conseguir a informação antecipada.

E você já deu a informação primeiro. Onde é que você estava? Você deu a informação primeiro que o site do Campinense. Eu vou proibir você de entrar lá, viu, seu João da Paz? Nem eu tinha visto o jogador. Você dormiu com o atleta?

— Francisco Diá

Francisco Diá dispara pergunta preconceituosa contra jornalista

A pergunta, feita pelo jornalista João da Paz, que cobre o dia a dia do Campinense, foi a respeito da chegada do lateral-direiro Clayton, que ainda não havia sido anunciado pelo clube. Vale ressaltar que treinador e repórter possuem uma relação de amizade antiga. Mas, desta vez, o próprio jornalista, representantes da imprensa e clube consideraram que o comandante passou dos limites na fala.

À imprensa João da Paz afirmou que se sentiu triste e magoado com a pergunta de Francisco Diá. O repórter enfatizou que sempre tratou os profissionais do futebol com respeito e que essa atitude sempre lhe foi recíproca.

— Primeiro quero deixar meu registro como profissional de imprensa. Eu penso que as relações entre imprensa e clubes precisam ser as mais educadas e com bastante cordialidade. Da minha parte, como profissional da comunicação, sempre tratei todos os jogadores, diretores e técnicos com muito respeito. E também sempre recebi muito respeito.

E prosseguiu.

Esse episódio recente me deixou triste, me deixou magoado. Foi utilizada uma expressão que não condiz com a altura do Campinense, e a pessoa que usava a camisa, e usou essa expressão, falou com um ar preconceituoso. Eu, enquanto jornalista e profissional, só tenho a dizer quanto isso me entristece

— disse o repórter João da Paz.

Na tarde da terça-feira, o técnico Francisco Diá iniciou a sua entrevista coletiva no Campinense falando sobre o episódio.

Hoje eu começo essa coletiva com um pedido de desculpas ao meu amigo João da Paz. A quem eu considero como um dos melhores repórteres do futebol paraibano. Talvez do Brasil. Eu acho que houve um mal-entendido nas palavras depois do jogo. Na minha opinião, não houve nada de mais. Apenas pela velocidade que ele deu a notícia, eu falei que ele atropelou o nosso departamento de marketing e soltei uma brincadeira. Ele se sentiu ofendido. Um cara que é meu amigo há cinco anos. Que me liga de manhã, de tarde e de noite. Eu fiquei até meio triste por isso, pela pessoa que ele é. Fica aqui o meu pedido de desculpas. Vamos ter que ter mais cuidado, porque, às vezes, você solta uma frase que, ao meu ver, não teve maldade. Mas estou tranquilo

— declarou o técnico Francisco Diá

O Campinense emitiu uma nota pedindo desculpas pela fala do treinador. Na publicação, o clube enfatiza que a atitude de Diá não reflete os valores da agremiação. O texto segue dizendo que a instituição respeita e reconhece a importância do trabalho jornalístico.

Veja a nota divulgada pelo Campinense

“O Campinense Clube vem a público expressar suas sinceras desculpas pela fala infeliz proferida pelo técnico Francisco Diá, durante entrevista coletiva, no último domingo (28). Reconhecemos a seriedade do trabalho jornalístico e queremos esclarecer que tal comentário não reflete os valores do Campinense Clube. Lamentamos profundamente qualquer ofensa causada por essa declaração equivocada, reiterando que não endossamos com qualquer forma de desrespeito aos profissionais da imprensa. O Campinense Clube é uma instituição que busca promover o respeito, inclusão e igualdade, dentro e fora dos gramados.”

A Associação Campinense de Imprensa (ACI) também se posicionou sobre a fala de Francisco Diá. Na nota, a instituição lamentou a pergunta desrespeitosa do treinador e frisou que é necessário prezar pelo respeito aos profissionais de imprensa.

Confira a nota divulgada pela ACI

“A Associação Campinense de Imprensa (ACI) repudia fala do técnico do Campinense Clube, Francisco Diá, durante coletiva de imprensa na tarde do domingo (28), após encerramento da partida contra o São Paulo Crystal, realizada no Estádio Amigão. Diante de um grupo de jornalistas que lhe dirigiam perguntas sobre o desempenho do time, ao ser questionado pelo jornalista João da Paz, do site PBEsportes, sobre a contratação de um jogador, o técnico respondeu com uma pergunta desrespeitosa, gerando constrangimento e faltando com respeito ao profissional que ali estava em pleno exercício do seu trabalho. Francisco Diá perguntou por que o jornalista estava dando informações em primeira mão, antes até que o site oficial do clube, e que iria proibi-lo de ter acesso aos eventos do time para dificultar a obtenção de informações por parte do profissional de imprensa, fazendo até este ponto, uma fala em tom de brincadeira. Porém, o técnico extrapolou o limite da relação respeitosa e salutar que deve existir entre entrevistado e entrevistador, quando perguntou ao jornalista se ele havia “dormido com o atleta para ter obtido a informação”. Diante dessa fala do técnico do Campinense, a Associação Campinense de Imprensa (ACI) lamenta a postura do técnico e ao mesmo tempo pontua que é preciso aprender a respeitar os profissionais que diariamente fazem coberturas jornalísticas, estes com o objetivo de entregar conteúdo de qualidade e precisão aos ouvintes, telespectadores e internautas. Ao mesmo tempo, a ACI se solidariza com o jornalista João da Paz, que se dedica com afinco à cobertura esportiva paraibana com a produção de reportagens, vídeos e publicações nas redes sociais, com o objetivo de enaltecer o futebol paraibano, especialmente dos times de Campina Grande.”

Informações com Globo Esporte PB

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Mais Notícias em Esporte

TOPO