Nossas Redes Sociais

Clinton Medeiros

Clinton Medeiros

Se aproxima ainda mais a ideia de PT e PL terem candidaturas juntas em 2024

Política

Se aproxima ainda mais a ideia de PT e PL terem candidaturas juntas em 2024

Ideologias?

Política é a arte de unir inimigos e separar irmãos. Conhece esta frase? Ela era muito citada pelo ex-deputado federal paraibano Gilvan Freire e serve em justaposição para explicar a aproximação pontual entre PT e PL, visando as eleições do ano que vem. Depois de o Partido dos Trabalhadores divulgar resolução em que não veta composições com o partido do ex-presidente Jair Bolsonaro, a sigla do ex-gestor passou a corroborar com a posição. Matéria publicada pelo jornal O Globo, mostra que a sigla comandada por Valdemar Costa Neto já articula alianças em alguns estados.

As discussões estão em curso no Rio de Janeiro, no Ceará, no Maranhão e na Bahia, mas o número deve aumentar. O caso da Paraíba ainda não entrou no mapa e certamente deve pesar no pleito do ano que vem, devido à postura pragmática historicamente adotada pelo dirigente estadual, o deputado federal Wellington Roberto. Contraposição, mesmo, será vista em relação ao também deputado federal Cabo Gilberto, que deu declarações no sentido contrário aos acordos ao ser questionado sobre eventuais alianças. O presidente estadual do PT, Jackson Macedo, por outro lado, disse que os casos serão analisados e não descarta as alianças.

O objetivo das duas siglas é fortalecer suas bases para as eleições do ano que vem. Historicamente, o Partido dos Trabalhadores sempre vetou alianças com os partidos de oposição mais ferrenha, mas estas travas eram impostas apenas nas grandes cidades. Nas pequenas, a coisa sempre correu solta, com vista grossa para todos os lados.

Essa aproximação ocorre em momento de baixa do ex-presidente Jair Bolsonaro, que foi tornado inelegível pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ainda encara investigações relacionadas à apropriação e venda de joias recebidas durante o período em que comandou a Presidência da República.

Informações com Suetoni Souto Maior

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Mais Notícias em Política

TOPO