A quarta edição do Festival São João na Rede vai percorrer 12 cidades da Paraíba, uma por Regional de Cultura. O Governo do Estado é o principal apoiador do evento, através da Secretaria de Estado da Cultura (Secult-PB).

Organizado e produzido pela Associação Cultural Balaio Nordeste, o Festival terá este ano trios de forró, quadrilhas juninas e grupos de expressões da cultura popular. Em cada cidade, serão homenageados mestres das artes e cultura locais.

O evento faz parte da programação do Ciclo Junino, no qual a gestão estadual investe R$ 18,7 milhões com ações artístico-culturais, turismo, segurança, saúde e divulgação.

A abertura ocorre na noite de 7 de junho, na cidade de Rio Tinto. O ‘Caminhão do Forró’ – estrutura montada em cima do veículo adaptado com palco, iluminação e sonorização – vai percorrer mais 11 cidades, até o dia 18 de junho, quando se encerra a programação, na cidade de Passagem.

O início

O Festival São João na Rede nasceu em 2020, primeiro ano da pandemia do coronavírus, como uma ação organizada em todo o Brasil pelo Fórum Nacional de Forró de Raiz, com o objetivo de gerar trabalho e renda para o período junino daquele ano, quando foram suspensos todos os eventos presenciais.

Com mais de 200 artistas de 14 estados, a primeira edição já era o maior evento on-line de forró no país. Foram 14 dias de programação com conteúdo produzido por músicos, contadores de histórias, professores de dança e música, mestres da cultura nordestina, poetas e palestrantes, além de documentários e clipes.

No ano seguinte, o festival se manteve on-line, também com patrocínio do Governo da Paraíba. Em 2022, o apoio foi mantido, mas o evento aconteceu em versão híbrida, com shows na praça pública, transmitidos pela web (canal do Balaio Nordeste no YouTube).

Programação

Várias cidades recebem o evento: de 7 até 17 de junho. O encerramento será em Mato Grosso no Sertão:

17/6 – Mato Grosso

19h – Abertura – apresentação do projeto, exibição de vídeo institucional e fala de autoridades

19h30 – Entrega de certificados a mestres e mestras da cultura: João Campos Andrade/Mestre João da Jaca

20h – Dunga do Acordeon e Trio Camurim

21h30 – Pedrinho Sanfoneiro

23h – Patrícia Cunha

0h30 – Os Gonzagas

Informações com Secom PB

Categorized in:

Entretenimento,

Last Update: 5 de junho de 2023

Tagged in:

,