Com 12 edições ininterruptas desde 2012 (em 2019 foram duas no mesmo ano), o festival Rock in Rio do Peixe, na cidade de Sousa, no Sertão da Paraíba, é o mais longevo em atividade na região do Rio do Peixe que abrange em torno de dez municípios polarizados por Sousa.

Depois de dois anos fazendo em formato de live por causa da pandemia, a 12ª edição volta às praças e palcos públicos com uma programação novamente diversificada que não se resume apenas às bandas; esse ano tem também o retorno do Cine Rock in Rio do Peixe, exibição gratuita de documentários no cinema municipal, com temática sertaneja e sobre cenas musicais pelo país. Por conta dessa iniciativa de promover uma programação mais plural, o evento passou a se chamar Festival Rock in Rio do Peixe de Artes Integradas.

Sobre as atrações musicais, historicamente o festival dá preferência às bandas que são de cidades localizadas na região do Rio do Peixe e do Rio Piranhas, dois afluentes que cortam grande parte do Alto Sertão da Paraíba. Mas a programação também contempla o Sertão como um todo, o Litoral paraibano e até outros estados. Nesta edição serão oito bandas, uma delas vem de João Pessoa.

Outra marca do evento é não omitir seu engajamento político. Isso fica claro na escolha do tema: “Saindo da lama e voltando a respirar”, uma alusão ao resgate do país após quatro anos de trevas e ao retorno das políticas públicas de incentivo à cultura que haviam sido dizimadas pelo governo Bolsonaro.

“Nós vivemos, nos últimos anos, tempos obscuros, principalmente pra arte e cultura, com cortes no orçamento, fim do Ministério da Cultura, então essa é nossa forma de expressar que nós saímos da lama, estamos voltando a respirar com a volta do Ministério, com a volta das políticas públicas para cultura, entre outras ações”, falou Felipe Teodoro, um dos idealizadores e vocalista da banda Anarquia Organizada.

O festival acontece de 15 a 20 de maio. Os shows são no coreto da Praça da Matriz, no Centro de Sousa. Para ser possível, o Festival Rock in Rio do Peixe de Artes Integradas conta com apoio de alguns órgãos da iniciativa pública e alguns simpatizantes da iniciativa privada.

Programação

Dia 15, às 19:30 – Exibição do documentário “A Invasão que Abalou o Sertão Paraibano”, de Lucas Carvalho e Gabriel Mariz.

Dia 18, às 19:30 – Exibição do documentário “Rock Brasília – Era de Ouro”, de Vladimir Carvalho.

Dia 19, a partir das 20h – Bandas 083 Mob, Evandro Soares, Avolante, e uma atração surpresa de João Pessoa.

Dia 20, a partir das 20h – Bandas Profana Inquisição, Anarquia Organizada, Inimigos.

Informações com Diário do Sertão

Categorized in:

Entretenimento,

Last Update: 18 de maio de 2023