O prefeito Fábio Tyrone Braga (Cidadania) juntamente com os secretários Hélder Carvalho (Chefe de Gabinete), Larissa Abrantes (Planejamento) e Eugênio Rodrigues (Comunicação) se reuniram recentemente com representantes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) para discutir os últimos ajustes da implantação de um posto avançado da PRF no município de Sousa, Sertão paraibano. Integrantes da Construtora Dantas e Serviços Eireli, empresa vencedora da licitação, também estiveram presentes no encontro realizado em janeiro deste ano no gabinete do gestor municipal.

Com um orçamento de R$ 3.630.000,00 (três milhões e seiscentos e trinta mil reais) em recursos federais, a unidade vai funcionar no quilômetro 454 da BR 230, perto das entradas que dão acesso aos lotes do Projeto de Irrigação Várzeas de Sousa (PIVAS), limite geográfico com o município de Aparecida. A previsão é que os trabalhos de construção sejam iniciados ainda neste ano.

De acordo com assessoria de comunicação da PRF-PB, a previsão do início da obra é para 2023. A informação repassada ao Blog do Levi nesta manhã é que “no momento aguarda-se a construtora concluir o levantamento planialtimétrico do local”. Esse é um tipo de levantamento topográfico que gera um mapeamento completo de uma área. Seu resultado é uma planta topográfica com todas as dimensões do terreno.

A ideia de um posto da PRF na “Cidade Sorriso” vem rolando há pelo menos seis anos. Em 2017, primeiro ano de sua segunda passagem pela Prefeitura, Tyrone havia recebido o então superintendente do órgão federal Douglas Uchôa para comemorar o anúncio. A conquista foi destaque no site da Prefeitura com a manchete: “Através de parceria da Prefeitura de Sousa, Unidade Operacional da PRF será construída em setembro“.

No texto da matéria foi publicado o seguinte comentário do prefeito: “Será feito um trabalho de levantamento com estudo de relevo topográfico para que nós possamos entregar e começar a construção do local já para o mês de setembro. Esse será de grande relevância para Sousa e Região”.

Já em dezembro de 2018, o inspetor Vilar, da PRF, esteve em Sousa reunido com a Secretária de Planejamento para reforçar a viabilidade do posto avançado ser instalado. Na época havia uma interferência de representantes políticos em Brasília.

Na ocasião ele disse: “O canto mais ideal seria na cidade de Sousa porque, se botar em Cajazeiras, ficam o posto de Cajazeiras e o posto de Milagres (Ceará) com a mesma atribuição, porque o mesmo veículo que passa em Cajazeiras é o mesmo que passa em Milagres”.

Informações com Levi Dantas

Categorized in:

Policial,

Last Update: 3 de abril de 2023

Tagged in: