O Açude de São Gonçalo, localizado no município de Sousa, Sertão da Paraíba, atingiu totalmente a sua capacidade máxima de 40 milhões metros cúbicos de água no final da manhã desta quinta-feira (30) e começou a transbordar.

Mais cedo a água estava descendo apenas pelo “escama-peixe”, uma escada ao lado da parede do sangradouro.

Preocupação dos irrigantes

A Comissão de Acompanhamento de Alocação de Água do sistema de reservatórios Engenheiro Avidos e São Gonçalo, solicitou à Agência Nacional das Águas (ANA), o fechamento das comportas do reservatório Engenheiro Avidos até que atinja o período de normalidade, o monitoramento e controle das válvulas do reservatório São Gonçalo para manter a vazão ecológica prevista, como também, a vazão firme do termo de alocação já acordada, a jusante.

Conforme membros da referida Comissão, nas próximas horas será aberta uma válvula, inicialmente com 10 m³ por segundo, e o pedido é que os agricultores ribeirinhos, que tiver motor às margens do rio, e que tiver morando perto, deve se mobilizar para retirar equipamentos, porque proporcionalmente, se a água que ficar entrando em São Gonçalo for aumentando, consequentemente a vasão da válvula também será aumentada.

Segundo um dos membros da comissão e presidente da JUSG (Junta de Usuários de São Gonçalo), associação dos irrigantes, Francisco José Bernardino, conhecido como Dr. Pila, o motivo maior da preocupação é que o volume que segue do Engenheiro Avidos, em Cajazeiras, para o Açude de São Gonçalo, tem sido muito grande devido às fortes chuvas caídas na região nos últimos dias.

O pedido da comissão é que seja fechada as comportas que descem para São Gonçalo, pois, uma obra que está sendo feita em Boqueirão, onde foi criada uma ensecadeira para evitar a entrada em grande volume para Avidos, faz a defluência para São Gonçalo.

Com o aumento de vasão pode acarretar um alagamento às margens do Rio Piranhas e isso resultaria em prejuízo aos agricultores nas Várzeas de Sousa, os quais tem plantações às margens do rio.

Ele pontuou ainda que as previsões meteorológicas apontam que entre os dias 2 a 12 de abril será de intensas chuvas na Bacia do Rio Piranhas, o que pode prejudicar mais ainda a situação.

O Açude de São Gonçalo começou a sangrar no início da manhã desta quinta-feira (30) e já segue com cerca de 2 cm em sua lâmina.

Inspeção

Na tarde desta quinta-feira (30) haverá uma inspeção técnica com o Dr. André Geovane, engenheiro do DNOCS, e outros técnicos e membros da Comissão de Acompanhamento de Alocação, onde será analisado e reforçado o pedido de fechamento das comportas de fundo.

“Vamos deixar as de vertedouro abertas até que não venha causar prejuízo aos irrigantes. Começou a causar prejuízo, fechará também as comportas de vertedouro, isso é o que nós queremos”, disse Dr. Pila.

Informações com Levi Dantas

Categorized in:

Infraestrutura,

Last Update: 31 de março de 2023