Nossas Redes Sociais

Clinton Medeiros

Clinton Medeiros

Início de 2023 a Câmara de Pombal já tem gasto alto com diárias

Política

Início de 2023 a Câmara de Pombal já tem gasto alto com diárias

Vereadores

A Câmara Municipal de Pombal começou 2023 com nova mesa diretora – após renúncia do presidente eleito para o mandato, Rogério Martins, e mostrando que não fará economia nos gastos do Poder, alguns deles envolvidos em polêmicas, como diárias.

Levantamento junto ao Tribunal de Contas do Estado aponta que em apenas 7 dias após o retorno às atividades – dia 23 de janeiro – , o Poder Legislativo já pagou R$ 3.255 com deslocamento de três parlamentares à Capital do Estado.

Esse valor corresponde a 67,8% dos pagamentos efetuados durante todo o ano de 2022, quando o presidente da Casa era o vereador Beto Xau (MDB), e foram gastos R$ 4.800 com diárias, em 12 meses.

Quem mais precisou da verba foi o atual presidente, Marcos Bandeira (MDB), que em 24 de janeiro, em viagem de 3 dias a João Pessoa, recebeu R$  1.953,00. A justificativa dada para o gasto foi “de realizar visitas ao Tribunal de Contas do Estado para efetuar consultas e entregas de documentação da Câmara ao escritório de representação de contabilidade pública e realizar serviços referente a demandas administrativas para o poder legislativo de Pombal”.

Já no dia 1º de fevereiro, foram efetuados pagamentos de duas diárias, no valor de R$ 651, cada, aos vereadores Romero Freitas (PL) e João Leite Filho (PSDB) para viagem a João Pessoa, “para efetuar visitas junto ao Tribunal de Contas do Estado, à Câmara Municipal de João Pessoa e Secretarias do Estado com a finalidade de realizar demandas administrativas de interesse do poder legislativo”.

Para efeito de comparação, os gastos com diárias nos últimos 10 anos da Câmara Municipal de Pombal, foram os seguintes:

2022: R$ 4.800 (Beto Xau – Presidente)

2021: R$ 0,00 (Beto Xau – Presidente)

2020: R$ 0,00 ((Paulo Tecidos/Josevaldo Feitosa – Presidentes)

2019: R$ 1.950,00 (Paulo Tecidos – Presidente)

2018: R$ 900,00 (Rogério Martins – Presidente)

2017: R$ 1.000,00 (Rogério Martins – Presidente)

2016: R$ 900,00 (José William de Queiroga – Presidente)

2015: R$ 3.300,00 (José William de Queiroga – Presidente)

2014: R$ 150,00 (Rogério Martins – Presidente)

2013: R$ 1.050,00 (Rogério Martins – Presidente)

Informações com Naldo Silva

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Mais Notícias em Política

TOPO