Nossas Redes Sociais

Clinton Medeiros

Clinton Medeiros

Cãozinho de rua “furtou” carne de mototaxista em Patos

Entretenimento

Cãozinho de rua “furtou” carne de mototaxista em Patos

Pegou sem ninguém perceber

O ano não começou de um jeito tão bom para o mototaxista Vanderlan Dantas da Silva, de 51 anos, que mora em Patos, município do Sertão paraibano. É que no primeiro dia de 2023 ele foi “assaltado”. E para surpresa dele, por um cachorro que “furtou” uma sacola com carne de bode.

Vanderlan tinha passado as primeiras horas da manhã trabalhando. Perto do horário do almoço, comprou dois quilos de carne. Quando ia para casa, recebeu uma ligação da esposa, pedindo que comprasse cebola e coentro para temperar a refeição da família.

O mototaxista foi até uma venda e deixou a sacola com carne no guidão da motocicleta que usa para trabalhar. Quando voltou, o saco havia sumido.

No começo, o sertanejo pensou que os amigos de trabalho tinham escondido a carne. Mas eles negaram. Depois, uma senhora que passava pelo local, contou que viu um cachorro com a sacola no focinho.

As imagens não mentem e mostram quando o mototaxista estaciona o veículo, desce, coloca o capacete na direção, faz um retoque no cabelo bagunçado pelo equipamento de proteção e entra no estabelecimento. Cerca de sete minutos depois, o animal se aproxima por trás da moto, sente o cheiro da carne, pega a sacola, passa para o outro lado da rua e foge.

“Quando a gente olhou, foi o danado do cachorro quem tirou. Eu fiquei surpreso pelo jeito que ele tirou discretamente, como se fosse uma pessoa que soubesse ‘roubar’ mesmo. Geralmente o cachorro rasga a sacola quando faz isso, mas esse nem rasgou. Ainda saí procurando ali por perto, mas não teve jeito de encontrar o danadinho não”, lembrou.

Em 25 anos de profissão, essa foi a primeira vez que o mototaxista foi “assaltado”. Para ele, a situação se tornou até um alívio.

“Graças a Deus nunca tinha passado [por um assalto] não. Vários colegas meus já foram assaltados. Foi melhor ter sido ‘assaltado’ por um animal do que por gente, né?”, brincou.

Segundo Vanderlan, tudo indica que o cachorro não tem tutor e vive nas ruas da cidade. Ele disse que não tem como reconhecer o bichinho se o encontrar por causa da qualidade das imagens feitas, mas que o “assalto” está perdoado. Por enquanto, ele continua ajudando os animais com água e alimentos, na rua em que mora.

Informações com G1 Paraíba

Continue lendo...
Espere! Abaixo temos mais Notícias para você...
Clique para comentar

Deixe seu comentário

Mais Notícias em Entretenimento

TOPO
%d blogueiros gostam disto: