Dezembro é o mês das compras no calendário ocidental graças ao Natal e às festas de fim de ano. Mesmo em tempos de crise financeira, a vendas de artigos natalinos e para réveillon geralmente crescem.

A imprensa na cidade de Sousa visitou estabelecimentos comerciais para fazer uma pesquisa e constatou que em 2022, com o fim da pandemia, o comércio temático voltou a aquecer.

Na loja de variedade Universo Modas, os artigos natalinos quem mais têm saído são os tradicionais pisca-pisca, as festanas e, claro, as árvores de Natal. A vendedora Kallyne Campos mostrou que os tamanhos, os estilos, os preços e as formas de pagamento variam.

A reportagem também esteve na loja LS Presentes, onde o vendedor Ray Ferreira também destacou que a Copa do Mundo não atrapalhou a procura por produtos de Natal.

Previsão negativa da CNC

Por outro lado, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) reviu para baixo sua previsão para o aumento das vendas no Natal de 2022. A estimativa da entidade, que era de alta de 2,1%, agora foi reduzida a 1,2%. Esta será a primeira alta real das vendas desde o início da pandemia, mas o volume ainda ficará abaixo do registrado em 2019.

Informações com Diário do Sertão

Categorized in:

Economia,

Last Update: 15 de dezembro de 2022