Nossas Redes Sociais

Clinton Medeiros

Clinton Medeiros

Debate esquentou entre João e Nilvan

Política

Debate esquentou entre João e Nilvan

Lavagem de roupa suja

O candidato ao governo do Estado, Nilvan Ferreira (PL) e o governador, que é candidato à reeleição, João Azevêdo (PSB), trocaram farpas durante o debate promovido pela TV Diário do Sertão, em Cajazeiras. Na ocasião, os políticos se acusaram de responderem a processos judiciais.

Em sua fala, Nilvan atribuiu a João ser investigado na Operação Calvário, ação que ele intitulou de maior esquema de corrupção. Ele chegou a citar a delação da ex-secretária Livânia Farias, que teria dito que João Azevêdo recebia R$ 140 mil da Cruz Vermelha para bancar despesas da campanha.

“O senhor usava para que esse dinheiro, durante sua campanha eleitoral, vindo da saúde?”, perguntou.

Azevêdo, por sua vez, afirmou que o oponente não tem um passado limpo e reforçou o desafio para que ele apresente uma certidão negativa nas redes sociais, completando que ele estaria sendo processado por falsificação.

Acusação essa que também já foi atribuída por um outro candidato, Veneziano Vital do Rêgo (MDB), que afirmou que Nilvan venderia roupas de grife falsificadas em sua loja.

“A minha certidão consta negativa, eu tenho o nome limpo, candidato. Isso incomoda pessoas como você, que tratam de diversas formas, eu diria não republicanas, os recursos que precisavam estar no imposto, chegando no cidadão para fazer obras, e que o senhor sonegou durante tanto tempo dentro da sua loja, vendendo, como disse o candidato Veneziano, lagartixa por jacaré”, ponderou.

Em contrapartida, o opositor reafirmou as acusações contra o governador, disse que ele contribuiu com desvio de recursos e pediu que os telespectadores procurassem no Google: “STJ, João Azevedo Lins, Operação Calvário”.

Com a busca, segundo Nilvan, as pessoas podem ter acesso a citação de investigação apontada por ele.

Em sua última fala, João citou que o adversário sequer sabia a diferença entre investigado e processado. Além de afirmar que, após a investigação, ficou comprovado que ele não tinha relação com a operação citada.

“Agora você é processado. Você é processado, está lá. Coloque sua certidão negativa [nas redes sociais] para que o povo da Paraíba saiba o falsificador que você é”, finalizou.

Informações com Paraíba Online

Continue lendo...
Espere! Abaixo temos mais Notícias para você...
Clique para comentar

Deixe seu comentário

Mais Notícias em Política

TOPO
%d blogueiros gostam disto: