Os vereadores de Campina Grande mantiveram os vetos do prefeito Bruno Cunha Lima (PSD) a duas Emendas que tinham sido aprovadas no fim do ano passado, junto à Lei Orçamentária Anual (LOA). Na mesma sessão, a ‘Casa’ aprovou um projeto do Executivo que autoriza a destinação de R$ 2,3 milhões para a causa animal.

As emendas vetadas foram as 44 e 46. Uma delas destinava R$ 100 mil para ações que pudessem contribuir com a efetivação da lei que proíbe o uso de veículos de tração animal nas ruas. A outra destinava R$ 400 mil para ações no Centro de Zoonoses.

Os vetos mobilizaram defensores de animais da cidade, que criticaram a medida.

Com o projeto aprovado hoje o Executivo fica autorizado a abrir crédito adicional no orçamento para construir um Hospital Veterinário, um Centro de Saúde Animal e um Centro de Resgate e Reabilitação de animais.

A análise das propostas gerou polêmica. Os oposicionistas concordaram com o projeto, mas criticaram os vetos às Emendas. Já a base governista repetiu o discurso do Governo, alegando que elas eram inconstitucionais.

Informações com Jornal da Paraíba

Categorized in:

Política,

Last Update: 17 de fevereiro de 2022