Nossas Redes Sociais

Clinton Medeiros

Clinton Medeiros

Nilvan Ferreira deve comandar o PTB na Paraíba

Política

Nilvan Ferreira deve comandar o PTB na Paraíba

O comunicador Nilvan Ferreira, ex-candidato a prefeito de João Pessoa nas eleições de 2020 pelo MDB, admitiu estar participando de entendimentos que podem resultar na sua filiação ao PTB, sendo cogitado, nos bastidores, que ele venha, mesmo, a assumir o comando do diretório estadual da legenda trabalhista. O então presidente do PTB na Paraíba, deputado federal Wilson Santiago, foi destituído do cargo pela cúpula nacional presidida por Roberto Jefferson, sob a alegação de contrariar princípios referentes ao “ativismo judicial” de ministros do Supremo Tribunal Federal, o que a direção petebista condena.

Em declarações, Nilvan Ferreira confirmou que esteve reunido com o Coronel Meira, presidente estadual do Partido Trabalhista Brasileiro em Pernambuco e homem de confiança de Roberto Jefferson, que tem a missão de reestruturar o partido no Nordeste. Conforme Nilvan, o diálogo foi proveitoso e realçou afinidade de posições entre ele e o PTB, principalmente no combate a partidos e princípios de esquerda. Para Nilvan, após a saída de Santiago, o PTB na Paraíba tende a se formar diretamente com pessoas alinhadas com o presidente Jair Bolsonaro e com as teses do bolsonarismo. O comunicador ressaltou que comunga dessas ideias.

O coronel Meira reuniu-se, também, com o deputado estadual Moacir Rodrigues (PSL), irmão do ex-prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), que é pré-candidato ao governo da Paraíba nas eleições do próximo ano em provável dobradinha com o presidente Bolsonaro, candidato à reeleição. O deputado Cabo Gilberto, do Patriotas, afinado com Bolsonaro, foi outro político contactado pelo coronel Meira, que deverá aprofundar definições até o final deste mês ou durante o mês de junho. Nilvan Ferreira foi lançado candidato a prefeito de João Pessoa pelo senador José Maranhão, que faleceu de complicações da Covid, e surpreendeu os analistas políticos logrando ir para o segundo turno da disputa, quando concorreu contra Cícero Lucena, do PP, vitorioso por diferença estreita.

Com a morte de Maranhão, ascendeu ao comando do MDB no Estado o senador Veneziano Vital do Rêgo, aliado declarado do governador João Azevêdo (Cidadania), cuja administração tem sido combatida por Nilvan Ferreira. O comunicador já revelou dificuldades de permanência no MDB e sinalizou com desligamento da legenda, mas reiterou que pretende oficializar a decisão após conversa com o senador Veneziano. “Se tiver que sair do MDB, quero fazê-lo pela porta da frente, como fiz quando nele ingressei”, justificou Ferreira, salientando que tem pretensões políticas para 2022.

O coronel Meira foi quem encaminhou à Executiva nacional do PTB um pedido de abertura de processo disciplinar contra os deputados federais Wilson Santiago (PB) e Maurício Dziedricki (RS), que  não apoiaram, na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara substitutivo ao PL 4754/15 tipificando como crime de responsabilidade a usurpação de poderes do Congresso Nacional. O coronel explicou: “É um absurdo um projeto de tamanha importância para o Brasil e em especial para o nosso presidente Roberto Jefferson, que vem travando uma guerra para combater ações ditatoriais de membros do STF, não ter acolhida entre petebistas. Era dever dos deputados agirem com total empenho para aprovação do pleito”, concluiu.

Informações com Os Guedes

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Mais Notícias em Política

TOPO
%d blogueiros gostam disto: