Nossas Redes Sociais

Clinton Medeiros

Clinton Medeiros

Nova sede da Energisa em Sousa-PB

Política

Nova sede da Energisa em Sousa-PB

Este mês a Energisa entregou a nova sede da empresa na cidade de Sousa, no Sertão do Estado. Beneficiando cerca de 126 mil clientes, o prédio recebeu do Instituto Chico Mendes o ‘Selo Verde 2020’, que reconhece construções erguidas a partir de parâmetros socioambientais, sustentáveis e ecologicamente corretas. O prédio já está funcionando na BR 230, saída para Cajazeiras, e possui um fluxo diário de em média 100 funcionários. Toda a estrutura e funcionamento da nova sede foi adaptada para nova realidade e cenário de pandemia que estamos vivendo, pensando sempre na segurança e saúde dos colaboradores e clientes.

Com estrutura ampla e equipamentos modernos, o prédio foi construído dentro dos critérios de responsabilidade socioambiental, entre eles, atendimento a legislação, gestão de recursos hídricos, resíduos, energia e biodiversidade. Ao todo, foi um investimento de mais de R$ 3 milhões para região.

“Além de beneficiar toda comunidade desde o início da obra, com investimentos, produtos adquiridos localmente e a geração de empregos indiretos, o espaço traz ainda mais conforto para os nossos colaboradores, para que continuem levando a melhor energia para a população”, destaca Ricardo Charbel, diretor-presidente da Energisa na Paraíba.

Com o ‘compromisso’ como um dos seus valores, a Energisa entrega um espaço com um olhar especial ao meio ambiente e as pessoas.

“Quando idealizamos a construção da nova sede em Sousa, pensamos em levar o melhor para todos que fazem parte dela, pensando em cada detalhe, desde a construção com o material utilizado, descartes, contratações até a entrega do prédio em si… a certificação concedida pelo Instituto Chico Mendes é um reconhecimento a todo esforço e dedicação de um time comprometido com a excelência”. destaca.

Além de todo o material ecologicamente correto utilizado na construção, a nova sede da Energisa em Sousa possui telha ambiental, iluminação em led, que é mais econômica e eficiente, reaproveitamento da água de chuvas, bicicletário e vaga especial para os colaboradores que praticam a carona solidária, incentivando a diminuição do fluxo de carros e emissão de CO2 na atmosfera. Estes são um dos pontos que certificaram a construção com o Selo Verde. A sede da Energisa em Sousa concorre ainda este ano a um prêmio nacional, voltado a reconhecer construções socioambientais em todo o país.

Levi Dantas

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Mais Notícias em Política

TOPO
%d blogueiros gostam disto: