Nossas Redes Sociais

Clinton Medeiros

Clinton Medeiros

Técnicos Administrativos conseguiram vitória na Paraíba

Política

Técnicos Administrativos conseguiram vitória na Paraíba

Os técnicos administrativos, que sofreram no governo Ricardo Coutinho, conseguiram uma expressiva vitória, nos últimos dias. O fato é que o Governo do Estado havia encaminhado um processo de demissão dos servidores que paralisaram suas atividades, ano passado, após várias tentativas de diálogo com o ex-governador, que nunca recebeu a categoria, para discutir o PCCR (Plano de Cargos, Carreira e Remuneração)

O presidente do Sindtec (Sindicato dos Técnicos Administrativos), Nataluan Carvalho, destacou: “Estávamos tranquilos em relação ao PAD (Processo Administrativo Disciplinar), pois o direito de greve é um direito constitucional que o servidor público tem quando está insatisfeito com o seu salário e através das paralisações, reivindicam melhores condições de trabalho”. Disse ele.

Os servidores, que lideraram a paralisação, passaram pelo constrangimento de suspensão de salários e ameaça de demissão. “Mas, conseguimos reverter isso”, comemora Nataluan. Ele complementa: “O próximo passo do Sindtec é negociar com a Secretaria Administração o reembolso dos valores descontados durante a greve, que foi mais do que legítima.”

Sem diálogo – Desde 2015, quando foi fundado, o Sindtec tentou por diversas vezes o diálogo com o Governo da Paraíba, para negociação das reivindicações da categoria. “Mais de 20 ofícios requerendo reunião e diálogos foram protocolados junto ao governo até o início de 2018.”

“Sem qualquer retorno, a categoria decidiu em assembleia (17/03/2018), dois dias de paralisação como indicativo de greve (22 e 28 de março de 2018) e, persistindo a falta de comunicação por parte do Governo, a greve teve início na data de 02 de abril de 2018”, narra Nataluan.

A greve se estendeu até o dia 21 de agosto de 2018, com o retorno da categoria ao trabalho no dia 22, após decisão dos Técnicos em encerrar o movimento paredista, em Assembleia Geral Extraordinária do dia 20/08/2018.

A decisão por encerrar a greve deu-se em solidariedade aos grevistas que tiveram seus salários descontados. Servidores que enfrentaram PAD por abandono de cargo. O resultado do PAD foi homologado em 13/07/2019, quase um ano após o encerramento da greve, mas sem demissão, e, sim, apenas advertência.

Helder Moura

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Mais Notícias em Política

TOPO
%d blogueiros gostam disto: