A Câmara Municipal de Catolé do Rocha realizou a sua última sessão ordinária em 2018, foi nessa segunda-feira, 26 de novembro. Depois disso até fevereiro de 2019, os vereadores voltam a ter reuniões apenas em trabalhos extraordinários ou convocações.

A pauta do dia nem foi tão extensa, mas a sessão sim, durou mais de quatro horas entre debates e votações. A maior demora foi justamente por conta da presença de alunos e professores da Escola João Suassuna, dezenas deles estiveram lá e fizeram uso da tribuna na defesa do educandário não se tornar de ensino integral.

Os parlamentares aprovaram nomeações de ruas, entre elas parte de uma via que dá acesso ao Campus da UEPB vai se chamar Pedro Ferreira Neto, ex-diretor da instituição de ensino que faleceu em 2016. O projeto do vereador Garber Benjamim (DEM) teve defesa de professores da universidade.

Outra rua ganhou também o nome de Antônio Jocélio de Alencar, após proposta de Cleverlando Barreto (PTB). Por fim, Ubanaldo Melo (SDD) autorizou o município a criar o Campeonato Municipal de Artes Marciais.

Faltaram na última sessão do ano Gentil Barreto (PSL), Pedro Pereira (DEM) e Vavá Cunha (PTB).

O vereador Cleverlando Barreto (PTB) apresentou requerimento que foi aprovado pela Câmara Municipal, onde pede que a Prefeitura de Catolé do Rocha faça pavimentação e esgotamento sanitário da rua Alvaro Azarias.

A localidade fica no bairro São Paulo.

O pleito foi encaminhado para o poder executivo.

 

Categorized in:

Política,

Last Update: 27 de novembro de 2018