Nossas Redes Sociais

Clinton Medeiros

Clinton Medeiros

Ricardo Coutinho com Haddad

Política

Ricardo Coutinho com Haddad

O governador Ricardo Coutinho (PSB), em entrevista concedida ao lado do seu sucessor, João Azevêdo (PSB), avaliou o resultado do primeiro turno das Eleições 2018 para presidente do Brasil, que definiu Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) como concorrentes na segunda parte da corrida eleitoral.

“O Brasil jamais poderia cometer um erro tão violento se elegesse alguém que não visse nada além de medo, do terror, da violência, que não disse nada. Agora é diferente, tem que ir para debate, tem que debater o que vai ser feito na economia, educação, ciência e tecnologia, não pode viver só dos medos que a nossa população tem”, declarou.

O socialista declarou seu apoio ao petista e arrematou: chega! Não se pode fazer com que o país dê um salto nesse escuro e esse debate vai ser feito e será feito por nós. A campanha para nós não terminou, não é um debate contra quem quer que seja, mas a favor da razão. Não temos inimigos eleitores, mas um adversário que defendas as ideias mais retrógradas da história”.

Os petistas por sinal querem que o governador assuma o comando da campanha do presidenciável Fernando Haddad (PT), na Paraíba. Ele foi mais votado no Estado, com 45,49%, contra 31,30% de Jair Bolsonaro (PSL). Apesar disso, a vitória do capitão reformado do Exército em João Pessoa e Campina Grande preocupou o staff de Haddad. O tema foi colocado na mesa durante reunião da direção nacional do Partido dos Trabalhadores. O presidente estadual do partido, Jackson Macedo, explicou que os petistas colocam muita fé na capacidade de transferência de voto de Coutinho.

“Ele não teve como comandar a campanha no primeiro turno porque estava cuidando da campanha de João Azevêdo (PSB). João está eleito. Agora, chegou a hora de reforçar a campanha de Haddad”, disse Macedo. O petista demonstrou desconforto diante da vitória de Bolsonaro em cidades metropolitanas, principalmente João Pessoa. “São redutos antigos nossos”, ressaltou. O capitão reformado teve 49,87% dos votos válidos na capital; 50,61% em Campina Grande; 44,25% em Bayeux, e 40,04% em São Bento. Houve vitória de Haddad em praticamente todos os outros municípios.

 

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Mais Notícias em Política

TOPO
%d blogueiros gostam disto: