O Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) realizou, na Comarca de Catolé do Rocha, a 2ª fase do Curso de Formação de Mediador e Conciliador do Tribunal de Justiça da Paraíba. O curso é dividido em 3 fases, com dois módulos: um teórico com 40h e o prático com 60 horas (Estágio Supervisionado). O evento aconteceu no Auditório do Tribunal do Júri do Fórum Desembargador João Sérgio Maia, e fez parte do calendário de atividades de 2018 do Nupemec.

A iniciativa visou capacitar voluntários para o desempenho das atividades de conciliadores e mediadores nas unidades judiciárias. Os Módulos ocorrerão nos termos das Diretrizes Curriculares previstas na Resolução nº 125 do Conselho Nacional de Justiça, com a nova redação dada pela Emenda nº 2, de 08.03.2016.

Na segunda fase, foram abordados aspectos da Negociação: (conceito, integração e distribuição do valor das negociações); Técnicas básicas de negociação (a barganha de posições; a separação de pessoas de problemas; concentração em interesses; desenvolvimento de opções de ganho mútuo; critérios objetivos; melhor alternativa para acordos negociados). O conteúdo programático do curso deu enfoque, também, as técnicas intermediárias de negociações (estratégias de estabelecimento de rapport; transformação de adversários em parceiros; comunicação afetiva.

A programação incluiu, ainda, a Conciliação: conceito e filosofia. Conciliação judicial e extrajudicial. Técnicas (recontextualização, identificação das propostas implícitas, afago, escuta ativa, espelhamento, produção de opção, acondicionamento das questões e interesses das partes, teste de realidade). Formalização do acordo. Dados essenciais do termo de conciliação (qualificação das partes, número de identificação, natureza do conflito). Redação do acordo: requisitos mínimos e exequibilidade. Encaminhamentos e estatística).

Por Clélia Toscano

 

Categorized in:

Política,

Last Update: 13 de agosto de 2018