Nossas Redes Sociais

Clinton Medeiros

Clinton Medeiros

Servidores municipais foi o principal tema na sessão da Câmara de São Bento

Política

Servidores municipais foi o principal tema na sessão da Câmara de São Bento

A Câmara Municipal de São Bento teve mais uma sessão ordinária dos seus vereadores na noite desta última quarta-feira, 13 de junho. Os parlamentares votaram projetos e o tema servidores municipais foi a principal discussão da noite.

No expediente foi lido um requerimento da categoria de enfermeiros municipais que pedem o cumprimento de uma lei municipal de 2012 que estipulou data base para reajuste salarial destes, os mesmos afirmam que o município não vem cumprindo isso e já pediram informações a própria prefeitura, sem sucesso.

Rogaciano Araújo (PSB) falou bem sobre isso; “As enfermeiras entregaram requerimento desde dois de maio, nem secretaria nem procuradoria se pronunciaram, e a secretária de saúde precisa vir aqui dar os esclarecimentos. Os reajustes anuais precisariam ser no mês de março, a data base diz isso e os enfermeiros de São Bento estão cansados de promessa e tiveram de expor suas lutas”; lembrou.

Lucinete Carneiro (PSB) também disse que lamenta tal fato do não reajuste de importante categoria.

O assunto na Câmara sobre servidores da prefeitura municipal e suas polêmicas não pararam por aí, vereadores também lembraram a demissão de contratados que em números segundo Rogaciano, passou de duzentos; “Fico triste ao ver os servidores de São Bento hoje em dia, esses contratados demitidos em massa, são mais de duzentas pessoas, prejuízo para duzentas famílias que esperavam ter o emprego quatro anos, lamento de verdade e a culpa é da administração, que contratou sem limite e controle, todo gestor sabe que caem FPM, porque não se programou?”; indagou.

Lucinte da mesma forma lamentou; “Tem pessoas em São Bento que sonhavam ser empregados na prefeitura quatro anos, e agora estão no sufoco, essas demissões dos contratados foram complicadas, e tem gente nas redes sociais ainda comemorando, peço que não façam isso”; solicitou.

Até um aliado do prefeito Jarques Lúcio (DEM); Domilson Araújo (MDB) disse que o gestor ficou sem dormir admitindo o problema; “O prefeito me disse que nessas demissões passou três dias sem dormir, mas eu disse a ele que sendo prefeito algumas decisões são necessárias. Lembro que há dois meses reclamavam porque São Bento tinha funcionário demais, e hoje reclamam porque demitem? Talvez essa decisão de Jaques seja um prenúncio de que ele não precisa mais demitir ninguém”; lembrou. Domilson ainda falou no caso das enfermeiras; “Eu não sabia deste aumento não estar sendo repassado, e serei um soldado pela luta e apoio”; garantiu.

Artur Araújo (DEM) que também usou a tribuna, lembrou que São Bento terá novas ambulâncias em breve; “Agradeço ao deputado Aguinaldo Ribeiro e ao senador Raimundo Lira que já disponibilizaram os recursos para ambulância em nossa cidade e essa aprovação do crédito suplementar da Câmara já disponibiliza o convênio ser assinado, mas o município devido ao prazo não vai poder utilizar o um milhão e seiscentos mil que chegam de recursos”; comentou.

Rogaciano ainda cobrou uma quadra de esportes para a Várzea Grande; “Eu pergunto ao prefeito, porque não constrói uma quadra de esportes para a Várzea Grande, comunidade de 400 famílias? Tão deixando lá isolado mesmo? Eu fiz emenda ao orçamento para essa construção e até hoje nada”; falou.

Nas matérias dos trabalhos ainda os vereadores aprovaram projeto de lei de Domilson que nomeou ruas da cidade. Ainda um requerimento de Zé Carnaúba pediu melhorias no cemitério público Campo da Paz. A Câmara ainda recebeu um ofício do Ministério Público local.

Faltaram na sessão, Marcia Roberta (MDB) e Alex Dantas (PSB).

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Mais Notícias em Política

TOPO
%d blogueiros gostam disto: