Nossas Redes Sociais

Clinton Medeiros

Clinton Medeiros

Polêmica em foto de alunos do curso de Direito na UFCG de Sousa

Política

Polêmica em foto de alunos do curso de Direito na UFCG de Sousa

Alunos do curso de Direito da Universidade Federal de Campina Grande – Campus Sousa durante as fotos de formatura fizeram uma pose no mínimo diferente. Os mesmos deixaram as mãos em formato que costumeiramente lembra o órgão sexual feminino e isso repercutiu pelo país.

Uma professora falou do caso, foi Aucielly Nobre que se posicionou contrário ao que foi feito pelos discentes, ela agradeceu não ter tido eles como alunos; “Escolheram a mulher mais uma vez para atingir, usando esse gesto obsceno, sexista. Penso a razão, se é fruto da imbecilidade ou da péssima conduta; concluo que os dois, para não dizer falta de civilidade, respeito, ética e compromisso social”; resumiu.

O presidente da OAB-PB, Paulo Maia também emitiu nota onde reprova completamente a foto feita pelos acadêmicos, ele lembrou o respeito que a Ordem tem pelas mulheres e pediu providências contra o que foi feito.

A foto da polêmica foi publicada na rede social Instagram por um estudante do curso de Direito da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Campus de Sousa, e gerou uma grande polêmica.

Conforme informações, alunos do sexo masculino fizeram gesto obsceno com as mãos, no momento em que tiravam fotos de conclusão de curso.

Até o momento, a instituição de ensino UFCG não emitiu nenhuma nota relacionada ao ato.

ALUNOS SE POSICIONARAM

O Diretório Acadêmico Antônio Mariz que representa os alunos do curso repudiou a foto-postagem, disse que vai cobrar da direção do Centro de Ciências Jurídicas e Sociais, providências disciplinares contra os estudantes envolvidos.

Já esses mesmos alunos divulgaram uma nota que o leitor vê abaixo:

NOTA

Os Alunos do curso de Direito da UFCG que realizaram gesto tido por inapropriado em fotografia, vem por meio da presente nota, esclarecer que o referido gesto tratou- se de uma brincadeira em alusão a gesto difundido no meio do futebol e praticados outrora pelos jogadores Ronaldinho Gaucho e Neymar.

É de extrema importância, neste momento de tamanha repercussão negativa, informar que em nenhum momento, nós, alunos e futuros profissionais do Direito, tivemos a intenção de ofender ou diminuir quem quer que seja, tampouco de difundir ou incentivar qualquer conduta ilícita ou misógina.

Repudiamos toda e qualquer forma de violência!

De fato, após diversas críticas, percebemos que fomos de certo modo ingênuos ao não perceber que tal imagem poderia trazer uma conotação negativa da imagem da mulher. Concordamos com muitas críticas e concluímos que nosso ato foi inapropriado e reprovável.

Muitas críticas foram justas e nos ajudaram a reconhecer nosso erro, excluindo a publicação e pedindo desculpas públicas em nossas redes sociais.

Entretanto, gostaríamos de frisar que estamos sendo alvos de críticas ou imputações que fogem da realidade na qual vivemos e praticamos, bem como da nossa personalidade.

 

Continue lendo...
Espere! Abaixo temos mais Notícias para você...
1 Comentário

1 Comentário

  1. Luzia

    16 de abril de 2018 at 19:47

    Só gostaria de saber o pq cobrir a cara dos mesmos. Pois sabemos que nenhum é de menor idade. Mostre sua cara para sabsrmos quem será oa fururos “operadores do dieeito”. Isso xhama_se IMPUNIDADE.

Deixe seu comentário

Mais Notícias em Política

TOPO
%d blogueiros gostam disto: