Nossas Redes Sociais

Clinton Medeiros

Clinton Medeiros

Catolé do Rocha parou, em despedida de filhos mortos em Minas

Policial

Catolé do Rocha parou, em despedida de filhos mortos em Minas

Milhares de pessoas foram até a Igreja Matriz de Nossa Senhora dos Remédios, em Catolé do Rocha onde puderam esperar e em seguida acompanhar a chegada dos corpos dos catoleenses vítimas da tragédia da BR-251, no Norte de Minas Gerais. O local ficou lotado e precisou desde o início da tarde da intervenção da Polícia Militar para controlar o trânsito.

Os catoleenses depois de 1800 quilômetros de viagem puderam chegar, uma das viaturas da funerária teve problema quando passava pela Bahia e precisou ser consertada. O acidente foi sábado dia 13 de janeiro e só na noite da terça eles chegaram e foram enterrados. A maioria dos corpos foi direto para a igreja sem serem velados particularmente.

Os corpos foram transportados via terrestre, pela Funerária Avelar de Montes Claros (MG), sendo seis de Catolé do Rocha, dois Riacho dos Cavalos, dois de Brejo dos Santos e um de Marcelino Vieira (RN).

O destino de cada um

O corpo do jovem de Marcelino Vieira foi entre as famílias ainda na cidade de Sousa (PB), e os outros dez caixões foram transladados até Catolé do Rocha, onde foram encaminhados aos seus destinos.

O caixão com o corpo de Kaliandro da Silva Oliveira [condutor do micro-ônibus] ainda foi levado para residência da família, próxima a Capelinha de São José, onde permaneceu por alguns minutos, e depois foi conduzido até a Igreja Matriz de Nossa Senhora dos Remédios, onde nesse momento está sendo celebrada uma missa coletiva.

Além do corpo de Kaliandro, foram enterrados no cemitério Frei Damião em Catolé, Elizângela Oliveira Fernandes, 43 anos, o da filha Luzanira Oliveira Fernandes, 22 anos, e do filho Sandemar Pereira da Silva Filho, 7 anos, Luzia da Silva Mendonça, Simone Sousa e Jaislan de Lima Nogueira.

Os corpos de Maria Das Neves Pereira da Silva, 67, e Francisco das Chagas de Sousa Oliveira, 37 anos, foram transladados de Catolé do Rocha para Brejo dos Santos, terra natal dos dois, onde foram sepultados.

O corpo da Riachoense Diomira Rita de Lima, 55 anos, foi encaminhado para o sepultamento no Cemitério São Francisco de Assis, em Riacho dos Cavalos.

Muitas pessoas passaram mal, e receberam atendimento médico das ambulâncias presentes. A imprensa da TV paraibana também estavam em Catolé, três delas, Correio, Paraíba e Borborema.

Bombeiros Militares e Civis também trabalharam na segurança do sepultamento.

AUTORIDADES

Marcaram presença no sepultamento o prefeito de Catolé do Rocha, Laurinho Maia (DEM), o presidente da Assembleia Legislativa Gervásio Maia (PSB) além de todos os vereadores locais e outros de diversas cidades. Os ex-prefeitos Lauro Maia, Edvaldo Caetano, Biu Fernandes também estiveram.

 

 

 

 

 

 

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Mais Notícias em Policial

TOPO
%d blogueiros gostam disto: