TRE aprovou Tropas federais na eleição de Pombal

TropasFederaisO Pleno do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba aprovou por unanimidade  a requisição de tropas federais para os município de Pombal e Cajazeirinhas durante o segundo turno das eleições, no dia 26 de outubro.

A solicitação será encaminhada ao Tribunal Superior Eleitoral para avaliação daquela Corte. Caso seja deferido, as tropas devem se apresentar ao juiz eleitoral no Fórum de Pombal dois dias antes das eleições.

O pedido de tropas federais foi feito pela juíza eleitoral substituta da 31ª Zona, de Pombal, Isabelle Braga Guimarães, que alegou ser insuficiente o contingente da Polícia Militar para atuar no dia do pleito. Segundo a juíza, existe um grande acirramento político na cidade, o que exige o reforço.

Ela alegou também a passividade da Polícia Militar diante de crimes eleitorais ocorridos no primeiro turno das eleições.

Conforme relato do juiz Breno Wanderley Cézar Segundo, relator do processo, durante o primeiro turno das eleições foram verificados ilícitos eleitorais, como boca de urna e compra de votos.

Segundo o juiz Breno Wanderley, o caso de Pombal mostra-se o mais preocupante de todos entre os que foram analisados pela Corte Eleitoral.

“Muitos incidentes resultaram no próprio reconhecimento por parte da PM de suas limitações, assim como pedido de toque de recolher das coligações eleitorais e a manifestação do deputado estadual Janduhy Carneiro, que gerou um termo junto a Polícia Civil e que, posteriormente, foi encaminhado à Justiça Eleitoral. A cidade de pombal e região possui um histórico de acirramento político, some-se a isto os ilícitos praticados e já detectados pela juíza. Por tudo isso entendo que é necessária a presença das tropas federais”, disse o juiz em seu voto.