São Bento foi a cidade de sua região onde mais pessoas deixaram o Bolsa Família

BolsaFamiliaO ciclo de revisão cadastral 2014 do Bolsa Família mostrou que as pessoas de baixa renda continuam melhorando de vida no país. Das 38,7 mil famílias paraibanas beneficiárias que deviam participar do processo de atualização de dados do Cadastro Único no estado, 8,2 mil informaram um aumento de renda. Em todo o país, 436,2 mil famílias tiveram a mesma situação registrada.

Na região do Médio Piranhas, 130 famílias que informaram renda superior a R$ 170 por pessoa e foram desligadas do programa, no total saíram do programa na região de Catolé do Rocha e São Bento, 329, pois 188 famílias não compareceram para atualizar o cadastro, por isso estão automaticamente fora do programa de renda do governo federal.

São Bento foi o município com maior número de “afastados”: 115 famílias, sendo 42 porque informaram renda superior e outras 73 que não compareceram. Catolé do Rocha foi o segundo município onde mais famílias deixaram o programa, 59 no total, sendo que 17 informaram renda superior e 42 não compareceram. Depois vem Riacho dos Cavalos com 44 famílias fora dos quadros do Bolsa Família. Desse total, 30 disseram receber uma renda maior e 14 não compareceram para renovar o cadastro.

Já os municípios de Brejo dos Santos e São José do Brejo do Cruz foram os que tiveram o menor número de famílias que saíram do programa, apenas 2 em cada um. Em Brejo dos Santos, duas famílias não foram renovar as informações cadastrais e em São José, uma informou renda acima e uma não compareceu.

Fonte: Edivan Veras