Promotora de Pombal é contra redução de maioridade penal

PromotoraPombalEm Pombal na última semana houve na imprensa um debate sobre a proposta de alteração na Constituição do Brasil para reduzir dos atuais 18 para 16 anos a idade para responsabilização criminosa de jovens.

Foi ouvido posicionamentos da população e de autoridades que convivem com a situação.

Como mostram todas as pesquisas realizadas no País, a sociedade pombalense também tem opinião favorável à redução.

Porém, verificou-se uma diferença por parte de delegado de polícia, comandante da polícia militar e da promotora de justiça.

Ana Grazielle Araújo Batista (FOTO), que responde pela Promotoria da infância e juventude na comarca de Pombal, declarou-se contrária à proposta, por entender que o Brasil não está preparado.

Segundo ela, o clamor popular pela redução se explica pelo fato de que crimes praticados por adolescentes ganham mais notoriedade através da mídia que os cometidos por adultos.

“Diante da atual situação, onde faltam políticas públicas eficientes, não concordo com a redução porque não é ela que vai resolver o problema”, disse ela.

A representante do Ministério Público ainda questionou se caso a PEC for aprovada, se não serão os adolescentes de 14 e 15 anos que passarão a ser usados em crimes, como hoje acontece com os de 16 e 17 anos.

Ainda segundo Ana Grazielli, a esmagadora maioria dos adolescentes que se envolvem em crimes é oriunda de famílias desestruturadas.

Fonte e Imagem: Liberdade FM