Ministério Público acusa prefeito de Lagoa de Improbidade e desvio de dinheiro

Demys-BorgesO Ministério Público da Paraíba (MPPB) fez mutirão na Comarca de Pombal e impetrará nos próximos dias 16 ações civis públicas contra gestores e dirigentes de construtoras. O atual prefeito de Lagoa, Magno Demys de Oliveira (PTB), está na mira do MPPB.

Ele será alvo de duas ações também por improbidade administrativa, sendo suspeito de desviar recursos da educação e realizar despesas sem comprovação.

Também na lista dos processados está José Almeida Silva, conhecido como Zeridan, ex-prefeito de Cajazeirinhas.

Procurados, eles não foram encontrados para falar sobre as ações do MPPB.

Ainda serão denunciados pelo Ministério Público os advogados Djaci de Oliveira, Francisco Assis Freitas, Idacy Lima Brasileiro e dirigentes da construtora Arpan, que tinha contrato com a prefeitura de Pombal, e Andrade Construções e a empresa Constate, contratadas pela prefeitura de São Bentinho estão entre os denunciados.

Assessoria