Hugo Motta faltou tanto na Câmara Federal que descontaram sete mil do seu salário

HugoMotta (800x600)A ausência no plenário durante votações na Câmara Federal rendeu ao deputado paraibano Hugo Motta (PMDB) um desconto de R$ 7 mil nos seus vencimentos. É o que garante o jornalista Cláudio Humberto, em sua coluna Diário do Poder.

Hugo Motta preside a CPI da Petrobras e, diz o colunista, estava enrolado nos trabalhos da comissão, mas mesmo assim não foi perdoado. Ainda segundo Cláudio Humberto, vários deputados não levaram a sério as advertências do presidente da Câmara, Eduardo Cunha e também tiveram descontos nos salários por causa das faltas a votações e “ficaram furiosos”.

Confira íntegra das notas publicadas por Cláudio Humberto:

Vários deputados federais não levaram a sério as advertências do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e se surpreenderam com o desconto das faltas a votações. Ficaram furiosos.

O presidente da CPI da Petrobras, deputado Hugo Motta (PMDB-PB), faltou a votações porque estava enrolado nos trabalhos da comissão, mas não foi perdoado: descontaram-lhe R$ 7 mil dos vencimentos.

Fonte: Polêmica Paraíba