Chico Cesar cantou pelos índios no Congresso Nacional

ChicoCesarNesta semana o cantor e compositor Chico César participou da sessão em homenagem ao Dia do Índio, no plenário da Câmara dos Deputados. Com sua canção, ele criticou o agronegócio, o desmatamento e o uso indiscriminado de agrotóxicos. César ainda chama os ruralistas de “pinóquios velhos”.

Na semana do Dia do Índio (19 de Abril), os indígenas lutam contra a aprovação da PEC 215/00, que transfere do Executivo para o Legislativo a decisão sobre a demarcação de terras indígenas. Já a abancada ruralista quer a aprovação.

Os povos indígenas realizam uma semana de Mobilização Nacional Indígena em todo o país com atos e encontros contra a PEC 215. O Acampamento Terra Livre (ATL) reúne mais de 1,5 mil indígenas em Brasília.

Na sessão, alguns deputados se colocaram contra a aprovação da proposta. “É um escândalo, uma vergonha, é uma afronta ao que existe de mais sagrado, que são os direitos e garantias individuais dos primeiros habitantes deste País. Também fere a separação de Poderes, por retirar atribuições do presidente da República!”, disse o deputado Alessandro Molon (PT-RJ).

A índia Sonia Guajajara, representante da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil, disse que é uma ameaça “grave e letal” contra os índios.

O cacique Raoni, líder da etnia caiapó, afirmou que os brancos estão acabando com as terras indígenas. “Aqui moravam os nossos ancestrais. Essa terra era dos nossos ancestrais. O Brasil foi invadido, e os brancos chegaram aqui acabando com nossas riquezas, estão matando todos os animais e estão acabando com nossa terra. Isso eu não gostei”, disse.

A ex-senadora, ex-ministra do Meio Ambiente e ex-candidata à Presidência Marina Silva disse que, se a PEC 215/00 for aprovada, nunca mais se criará uma terra indígena no País. Segundo ela, é uma “falácia” dizer que é mais democrático transferir para o Congresso a decisão sobre a demarcação de terras indígenas.