Aumento dos professores de Pombal será de 13%. Câmara aprovou

Camara_Posse_PombalAlvo de muitas polêmicas e discussões travadas entre vereadores de oposição e situação além de representantes do sindicato dos servidores públicos, o projeto de lei, de autoria do Executivo, que concede aumento de 13,01% no salários do professores de Pombal, foi aprovado.

O Sinsemp pedia aumento de 25% e chegou a se reunir por duas ocasiões com a prefeita Polyana Dutra e sua equipe de governo, que mantiveram o entendimento de que não havia condições de dá reajuste maior, em virtude da queda de repasse dos recursos do Fundeb.

O município alegava, ainda, que um acréscimo nesse percentual extrapolaria o limite de gastos com pessoal da administração.

A oposição criticou o governo municipal, afirmando que mesmo com o índice oferecido de aumento, o salário do profissional do Magistério não chega ao mínimo exigido em lei nacional, que é de R$ 1.917.

Em ambas as votações, o projeto foi aprovado por maioria de votos.

A bancada de oposição ‘ajudou’ a aprovar o referido texto.

A bancada de sustentação da prefeita estava desfalcada – com a ausência da líder do governo Edini Evaristo (PT) e o líder do PT, Marcos de Coatiba – e caso os vereadore de oposição tivessem votado contra, a matéria teria sido rejeitada.

Apenas Marcos Bandeira e José William (PSDB) votaram contra a proposta.