Advogado da Prefeita de Pombal afirmou que ela continua no cargo após cassação

A prefeita de Pombal, Pollyana Dutra (PT), que teve o mandato cassado por abuso de poder econômico nas eleições 2012, não deixará o cargo até o trânsito e julgado. Foi o que explicou, o advogado da gestora Johnson Abrantes.

PollyannaDe acordo com o advogado, a sentença da juíza Isabelle Braga Guimarães, da 31ª Zona Eleitoral, que julgou Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) contra a gestora, deixa claro que ela não deixará o poder imediatamente.

“Ela, prudentemente, determinou que o afastamento da prefeita só ocorresse após o trânsito e julgado da sentença. Não de imediato”, disse Abrantes. O advogado disse que vai recorrer.

“A sentença dever ser publicada a sentença e nós vamos recorrer. O trânsito e julgado só ocorre no Supremo Tribunal Federal. Temos um caminho a percorrer, que é o TRE, o TSE e depois o STF. Não tem afastamento imediato não. Ela permanece tranquilamente no exercício do cargo  sem nenhuma atropelo. Vamos fazer os  recursos cabíveis até chegar o STF”, declarou.