Nossas Redes Sociais

Clinton Medeiros

Clinton Medeiros

Câmara de Sousa manteve reprovadas as contas do ex-prefeito André Gadelha

Política

Câmara de Sousa manteve reprovadas as contas do ex-prefeito André Gadelha

Maioria de votos

A maioria dos vereadores ligados politicamente ao prefeito Fábio Tyrone Braga (Cidadania) votou contra o parecer do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) que havia rejeitado as contas de 2016, último ano da gestão do empresário André Gadelha Neto (MDB) à frente da Prefeitura de Sousa, Sertão paraibano.

Com 69.997 habitantes, o município de Sousa conta com 15 vereadores eleitos no pleito realizado em novembro de 2020, sendo 11 pelo bloco da situação e 04 pelo bloco da oposição.

Ao analisar as contas, o plenário da Casa Legislativa sousense rejeitou o conteúdo do parecer pelo placar de dez votos a cinco. Mesmo fazendo parte do bloco de situação, o vereador Koloral Júnior (PTB) divergiu da orientação da bancada.

Entenda como votou cada vereador em relação ao parecer do TCE-PB:

Com o parecer do Poder Legislativo, André Gadelha pode ter problemas para obter o registro da sua candidatura a deputado estadual nas eleições deste ano.

Antes da votação em plenário, o parecer do tribunal foi reprovado pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação e Legislação Participativa (CCJ) pelos vereadores Alan de Bastos (PP) e Bruna Veras (PSC). Eugênio Rodrigues (PTB) divergiu do entendimento dos demais integrantes da comissão. Entretanto, rejeitado por nove votos a cinco pelo colegiado presente.

O julgamento das contas de 2016 ocorreu no dia 14 de julho de 2021, cujo parecer contrário observou principalmente, ao não cumprimento do requisito constitucional que exige a aplicação de no mínimo 25% da receita de impostos em educação.

Como penalidade ao gestor da época, a Corte de Contas imputou um débito de R$ 619,70 (seiscentos e dezenove reais e setenta centavos) e aplicou multa no valor de R$ 5 mil (cinco mil reais).

Na ocasião, Gadelha havia dito que Tribunal de Contas mudou a forma de julgar as contas dos municípios paraibanos e que mesmo assim a decisão não o impede de disputar as próximas eleições. Ele recorreu, mas o parecer foi mantido.

Informações com Levi Dantas

Continue lendo...
Espere! Abaixo temos mais Notícias para você...
Clique para comentar

Deixe seu comentário

Mais Notícias em Política

TOPO
%d blogueiros gostam disto: