Nossas Redes Sociais

Clinton Medeiros

Clinton Medeiros

Treze não vence o Sousa no Marizao, há 10 anos

Esporte

Treze não vence o Sousa no Marizao, há 10 anos

Sousa e Treze se enfrentam neste sábado, no Marizão, em partida válida pela rodada #11 da Série D do Campeonato Brasileiro. O confronto vale muito, pois apenas um ponto separa as duas equipes na tabela de classificação, portanto, quem vencer, fica no G-4 até a rodada seguinte. Mas esse duelo tem um tempero a mais, na verdade, um tabu, já que o Treze não vence o Sousa no Marizão, com o time profissional, desde 2010. Os técnicos têm cada um seus objetivos, sendo o de Fajardo, pelo Treze, quebrar o tabu, e o de Manta, pelo Sousa, obviamente, manter a situação, fazendo a sequência de jejum do Galo aumentar mais ainda.

Este será o terceiro confronto entre Sousa e Treze deste ano. Na primeira oportunidade, ainda no Campeonato Paraibano, o Galo perdeu por 1 a 0, no Sertão. Já pela Série D, na partida de ida, no Amigão, um empate em 1 a 1. A dificuldade de jogar contra o Dinossauro no Marizão é constante para a equipe de Campina Grande, já que a última vitória do Alvinegro na casa do adversário, em partidas do time profissional há 11 anos. Esse último triunfo do Alvinegro teve um 2 a 1 no placar e aconteceu na primeira fase do Campeonato Paraibano de 2010, ano em que o Treze sagrou-se campeão.

O técnico Welington Fajardo sabe de todo esse retrospecto, mas prefere se pegar no momento do Galo na competição, focando na manutenção do time no G-4, depois de um início de brasileiro ruim. Esse é um confronto que vale muito, pois apenas um ponto separa as duas equipes na tabela de classificação, e um resultado adverso tira o Galo do G-4 do Grupo 3.

– Esse é um jogo decisivo. Logicamente que a história é muito importante, faz bem para a gente contextualizar, mas o que vale para nós é o momento presente. Nós custamos a entrar no G-4, e agora o nosso objetivo, dos nossos atletas, é manter-se no G-4, e para nos mantermos no G-4 temos que colher um bom resultado. Sabemos que é um jogo muito difícil, já estou estudando a equipe do Sousa, e jogador gosta de jogo decisivo. Eu acho que nós vamos para lá muito fortes pra colher um bom resultado – disse o técnico.

Pelo lado do Sousa, mesmo com todo esse histórico favorável, a ordem é não baixar a guarda. O técnico Pedro Manta quer que o tabu seja mantido, mas sabe que o confronto não será fácil, contra um adversário direto por uma das vagas no pelotão de frente do Grupo 3, e que vem em uma crescente nos últimos jogos.

– É uma decisão, no passado a gente não pode se apegar muito. É um adversário que tem muita qualidade, muito bem treinado pelo Fajardo e com bons jogadores. Será um jogo difícil, um jogo de seis pontos e um divisor de águas para o Sousa. Vamos tentar manter esse tabu, jogar com equilíbrio, sabendo que o do outro lado de um adversário com muita qualidade, mas vamos tentar anulá-lo, mas é um jogo sem prognóstico – disse Manta.

Se terá quebra de Tabu, ou se ele será mantido, saberemos no próximo sábado, após a partida que começa às 16h, no Estádio Marizão, em Sousa.

Informações com Globo Esporte PB

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Mais Notícias em Esporte

TOPO
%d blogueiros gostam disto: