Nossas Redes Sociais

Clinton Medeiros

Clinton Medeiros

Programa Tá na Mesa com refeições a 01 real começou em Catolé do Rocha. Com a presença da deputada Pollyanna Dutra

Política

Programa Tá na Mesa com refeições a 01 real começou em Catolé do Rocha. Com a presença da deputada Pollyanna Dutra

Programa Tá na Mesa começou a ser executado, nesta segunda-feira, 05 de julho, no município de Catolé do Rocha, com a distribuição de 400 refeições diárias de segunda à sexta pelo valor de R$ 1,00 pago por cada cidadão em sua marmita.

A Empresa Sara Alimentos do Grupo Recanto do Sertão é o restaurante selecionado na produção e distribuição dos alimentos na cidade, que funciona num ponto estratégico em pleno centro da cidade, próximo à Praça Sá Leitão.

O início da ação social contou com a presença da deputada estadual Pollyanna Dutra (PSB) liderança política regional que também esteve simbolicamente representando o Governo do Estado, fazendo também a entrega a alguns cidadãos e falou sobre os trabalhos do Tá na Mesa.

“Importante agradecer ao governador nesse momento, ao secretário de desenvolvimento humano, Tibério, já basta o luto imagine a fome, e vimos o quanto isso vem proteger as pessoas com comida a um real, a procura aqui em Catolé, demonstra isso. Meus parabéns também ao empresário Cristiano, que de forma exemplar e higiênica disponibiliza esse trabalho da produção. Nesse ponto importante destacar também o aquecimento da economia que faz o Governo do Estado numa ação como essa, que causa a compra da agricultura familiar, compra de terceiros fornecedores e gira o recurso no meio local”; lembrou.

Pollyanna esteve acompanhada dos vereadores, Garber Benjamim (DEM), Cleverlando Barreto (DEM), Humberto Maia (DEM), Gentil Barreto (Cidadania) além das lideranças Ney Veículos, Nagibe Vieira e dos representantes de órgãos como o diretor do Hospital Regional de Catolé do Rocha, Daniel Júnior e o gerente do ODE, Zacarias Dutra.

A ação de caráter emergencial com o objetivo de promover assistência alimentar aos segmentos mais vulneráveis da população. Para execução do programa nessas cidades que não possuem Restaurante Popular, o Governo do Estado lançou edital de convocatória e selecionou, entre as que apresentaram propostas, as empresas do setor alimentício (restaurantes e similares) que desejavam fornecer as refeições, do tipo quentinha.

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Mais Notícias em Política

TOPO
%d blogueiros gostam disto: