Nossas Redes Sociais

Clinton Medeiros

Clinton Medeiros

Agricultor quase morre em Pombal ao ser cortado do INSS

Política

Agricultor quase morre em Pombal ao ser cortado do INSS

O “pente-fino” realizado pelo governo federal desde 2016 nos benefícios previdenciários em todo Brasil resultou em cerca de 700 mil cancelamentos de pagamento de auxílio-doença e aposentadorias por invalidez.

De acordo com o próprio INSS, a cada duas pessoas que passaram por perícia uma teve o pagamento suspenso ou cancelado.

Em Pombal, um desses atingidos quase morria após receber a informação do cancelamento.

A informação foi divulgada nesta terça-feira (04) de um agricultor de 42 anos, de pré-nome “Francisco”, que mora no centro da cidade, e passou mal ao saber da decisão do INSS.

Na manhã de segunda, ele procurou o escritório do seu advogado, Jaques Wanderley, e precisou ser socorrido pelo SAMU para o hospital regional local.

Ao falar sobre o caso no informativo radiofônico, Jaques criticou o critério adotado pelo órgão previdenciário.

“A forma como são feitas as perícias mostra a fragilidade do critério adotado pelo INSS, que convoca a perícia com o único objetivo de suspender o benefício, independente se a pessoa está doente ou não”, disse o advogado, destacando que existia decisão da justiça federal determinando que o auxílio fosse mantido enquanto a doença persistisse no agricultor.

“É uma vergonha o que está acontecendo”, endossou.

Jaques Wanderley informou que impetrará uma Ação de restabelecimento de benefício na justiça federal, contra o ato do INSS.

Naldo Silva

 

 

Clique para comentar

Deixe seu comentário

Mais Notícias em Política

TOPO
%d blogueiros gostam disto: